Sempre quis ter uma impressora 3D. Quando meu amigo Guto Santaella comprou a impressora dele, combinamos que ele imprimiria minhas peças customizadas, para que eu construísse a minha, com os detalhes que eu intentava emplacar. Eu quis iniciar um projeto com um chassi mais rígido e robusto, em acrílico de 10mm de espessura. Desenhei o chassi e enviei a uma empresa de Ribeirão Preto, para usinar o acrílico numa fresadora CNC.

Foi um bate-bola de muitos meses com o Guto Santaella no Skype. Eu desenhava as peças e testava a montagem virtualmente (imagem acima), antes de enviar cada peça pra ele imprimir e montar.

Além de otimizar o chassi, para eliminar vibrações, escolhi usar fusos e castanhas, em substituição às imprecisas barras roscadas, assim como implementar, também, sensores ópticos de fim-de-curso, para aumentar a precisão na calibragem. E assim foi, como podemos ver na imagem abaixo.

Agora, minha segunda bancada é pra soldagem e… impressão 3D!!! Woohoo 
Um dos primeiros testes de impressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *